Estasa Blog

E-Social: Folha de pagamento digital entra em vigor neste ano e afeta todos os condomínios do país.

A implementação obrigatória do e-Social, a partir deste ano, impactará profundamente nas rotinas de pessoal dos condomínios, e evidenciará ainda mais o entendimento de que os mesmos não podem prescindir dos serviços de uma boa administradora.

Será necessário todo um processo de readequação dos registros relacionados aos eventos trabalhistas, que precisarão estar atualizados e consolidados em uma plataforma digital do Ministério do Trabalho, com interfaces entre os demais órgãos públicos relacionados, tais como Caixa Econômica, Receita Federal e Previdência Social.

Com isso, todas as informações terão que ser precisas, atualizadas, inequívocas e estar rigorosamente dentro dos prazos legais previstos para cada evento, caso contrário, será constatada imediatamente a infração do empregador, que será penalizado automaticamente com as respectivas multas segundo cada infração, como por exemplo, dar férias ao empregado sem a comunicação prévia mínima de 30 dias, dentre outras infrações relacionadas a prazos e procedimentos legais previstos em Lei.

Enfim, todas as administradoras terão que revisar, ajustar inconsistências e readequar os cadastros dos empregados de seus condomínios, tendo que atuar rigorosamente dentro dos prazos legais previstos em Lei, a fim de evitar a imediata autuação de seus clientes com pesadas multas pelos diferentes órgãos públicos envolvidos nos procedimentos fiscais, trabalhistas e previdenciários.

Portanto, fique atento e siga rigorosamente as orientações de sua administradora, a qual terá imprescindível papel para o êxito da boa gestão de seu condomínio.

Ao viajar para o exterior, não esqueça do seguro viagem.

Em uma viagem ao exterior, havendo situações ou necessidades médicas, uma simples sequência de exames somada a uma medicação para sanar uma infecção pode forçar o desembolso de valores que chegam facilmente à ordem de 15.000 dólares.
Cada vez mais estudar no exterior tem sido uma opção dos brasileiros: cursos de especialização, cursos de idiomas, intercâmbio entre instituições de ensino, cursos técnicos e universitários e até mesmo a pós-graduação e mestrado em outros países estão se tornando muito acessíveis e constantes.
Estudantes que permanecerão um longo período de tempo em cursos, colégios ou universidades internacionais necessitam de uma assistência viagem que garanta uma estadia segura. Além de garantir proteção e assistência, em diversos países do mundo isso é uma obrigatoriedade.
Com a aquisição do Seguro Viagem, se surgir qualquer tipo de imprevisto, desde uma dor de ouvido até àquele prato exótico que por algum motivo não caiu bem, o segurado não estará sozinho! Há uma equipe preparada para atendê-lo nos casos de emergência, informando o procedimento e um local que o mesmo poderá se dirigir.
Além disso tudo, viagens à Europa em geral, demandam um seguro obrigatório de, no mínimo, 30.000 euros, o chamado tratado Schengen.

FGTS É LIBERADO PARA COMPRA DE IMÓVEIS DE ATÉ R$ 750 MIL.

Conselho Monetário Nacional (CMN) determina novo teto e aquece o mercado de compra e venda de imóveis.

A notícia sobre o aumento do teto para comprar imóvel com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço  (FGTS), a partir do dia 1 de setembro de 2013, foi recebida com muito otimismo e movimentou ainda mais o mercado imobiliário brasileiro. A partir de agora,  o limite que antes era de R$ 500 mil sobe para R$ 750 mil, nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal.

“Essa notícia chegou num momento importante, justamente num período em que as pessoas começam a decidir sua vida antes do fim do ano. Trata-se de uma grande oportunidade para decidirem pela compra de um imóvel”, afirma o consultor imobiliário Felipe Mixo.

Com as novas regras, o Governo espera aquecer a economia e estimular a compra da casa própria pelas pessoas que não encontravam imóveis que atendiam seus interesses dentro da faixa de 500 mil nessas cidades.

“O limite para a compra de um imóvel aumentou em 50%. Traduzindo isso para a nossa realidade: alguém que antes estava procurando um imóvel na faixa de 500 mil e não encontrava, hoje tem esse limite estendido a 750 mil. Isso aumenta consideravelmente a chance dessa pessoa comprar o imóvel que realmente deseja”, explica Felipe Mixo.

Medida deve ser avaliada como um ótimo rendimento a longo e médio prazo.

Embora os recursos do FGTS possam ser usados para pagar o imóvel residencial do trabalhador na cidade onde ele mora ou trabalha, essa regra só vale para as pessoas que não tenham outro imóvel em seu nome nessas cidade ou municípios vizinhos. O imóvel precisa ser usado para a moradia do trabalhador.

“Acredito ser um bom momento para comprar um imóvel, porque o mercado atingiu um patamar de estabilização e os preços estão se ajustando. Porém não custa lembrar que nos últimos 12 meses, a inflação no país ficou em torno de 5,5%, enquanto a valorização dos imóveis ficou em torno de 12%, segundo o índice Fipezap. Ou seja: ainda que o boom imobiliário tenha passado, a valorização dos imóveis ainda rende o dobro da inflação” afirma Felipe.

Se comparado com outros tipos de investimento chega-se a conclusão que entre deixar o recurso aplicado no FGTS ou aplicá-lo na compra do imóvel, esta segunda opção vence em relação ao retorno e ao benefício que está aplicação rederá no futuro para o comprador

“O FGTS rende abaixo da inflação, o que não o configura como uma boa aplicação. Ou seja, a possibilidade de usar esse dinheiro em algo que dê um retorno maior ou que realize um sonho é muito interessante” conclui.

SEGURANÇA DOS PRÉDIOS

Moradores, síndicos e porteiros devem estar atentos à presença de visitantes, entregadores e prestadores de serviços nas dependências dos condomínios.

Criminosos especializados em assaltar condomínios  exploram brechas no sistema de segurança e entram em edifícios, com estratégias sofisticadas Para orientar síndicos, moradores e profissionais de edifícios, a Estasa disponibiliza este guia que traz algumas dicas que podem prevenir essas indesejáveis surpresa.

Cada vez mais os condomínios estão cercados por câmeras, cercas elétricas, portões duplos e vigilância 24h. Especialistas em segurança são unânimes ao afirmar que aparatos tecnológicos não bastam para impedir o ataque aos edifícios. Apenas a cooperação entre profissionais / prestadores de serviço, condôminos e síndicos, auxiliada por instalações físicas e equipamentos de segurança eficientes, é capaz de diminuir a fragilidade dos prédios.

Alarmes e sensores apenas avisam as pessoas do perigo. O essencial é que moradores e profissionais / prestadores de serviço do condomínio adotem procedimentos seguros e saibam como agir em situações de risco. Estudadas pelos criminosos, as “brechas” do sistema de segurança – descuidos dos moradores, equipamentos com mau funcionamento ou profissionais / prestadores de serviço despreparados – facilitam os assaltos, por isso, o mais importante é adotar medidas preventivas no condomínio e fora dele.

Formas mais comuns de invasão em condomínios

  • Entrada dissimulada para entregas, realização de serviços, ajuda em situações de emergência (pessoas passando mal, problemas mecânicos com veículos) ou forçada juntamente com um morador;

  • Por meio de muros baixos, iluminação deficiente, falta de equipamentos de segurança ou portões muito lentos ao abrir ou fechar;

  • As quadrilhas que assaltam condomínios vêm se sofisticando, em termos dos procedimentos e até das tecnologias utilizadas. Além das formas mais conhecidas de invasão, como abordagem de carros de moradores no portão do condomínio e outras, vêm sendo noticiados casos que envolvem clonagem de placas de carros, roubos de controle remoto;

  • Acesso facilitado pelo comportamento de risco de moradores ou profissionais / prestadores de serviço;

  • E utilizando-se de outros prédios para entrar no desejado, por isso é importante pensar em segurança e pensar no coletivo, envolvendo os “vizinhos” à se envolver e se possível montar um “bolsão de segurança”.

Lixo eletrônico: O que é, como agir e onde descartar.

É enorme o impacto dos lixos eletrônicos no meio ambiente. Pc’s, celulares e baterias, constantemente trocados por novos modelos, se tornaram o mais novo vilão do momento.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Sancionada em agosto de 2010, determina que a União, Estados e Municípios elaborem planos para tratar os lixos sólidos, estabelecendo metas e programas de reciclagem. Esta medida responsabiliza as indústrias pelos produtos eletrônicos produzidos por elas.

De acordo com a lei, os eletrônicos e seus componentes deverão  retornanr para as empresas, que darão a destinação ambiental adequada para esses resíduos. A PNRS ta

mbém aborda a obrigação dos consumidores compartilharem a responsabilidade do ciclo de vida dos produtos, tendo o dever de separar, armazenar e destinar corretamente para diminuir o despejo de lixo eletrônico na natureza. Segundo o estudo feito pela Organização da Nações Unidas (ONU), o Brasil está entre os três países, atrás apenas do México e da China, que mais descartam aparelhos de TV: São 700 gramas por pessoa ao ano.

Veja alguns dados sobre o descarte anual de eletrônicos no Brasil:  

- 96,8 mil toneladas de computadores;

- 15 mil toneladas de geladeiras;

- 17,2 mil toneladas de impressoras;

- 2,2 mil toneladas de celulares (neste caso, só perde para a China).

 Onde encontrar o lugar ideal para descartar o seu lixo eletrônico:

Centro Empresarial para Reciclagem (Cempre): localize endereços para reciclagem de eletroeletrônicos no Rio de Janeiro e em outras cidades do Brasil. Acesse: http://www.cempre.org.br

O que fazer antes de comprar ou alugar um imóvel?

Ao pensar em comprar ou alugar um imóvel, é muito importante que a melhor opção de moradia seja avaliada com cuidado. Além disso, a presença de um corretor é essencial para que não existam futuros aborrecimentos e problemas. Mas fique tranquilo(a), essa é a nossa especialidade! Veja o passo a passo para evitar transtornos:

Escolha a melhor localização
Escolha três ou quatro bairros onde você gostaria de morar como uma meta. Tente conhecer os locais, verificar as opções de acesso, o comércio ao redor etc.

Estabeleça um limite de quanto pretende desembolsar
Lembre-se que existem encargos como IPTU e condomínio, além do aluguel ou da parcela da casa própria. O ideal é não comprometer mais do que 30% da sua renda líquida mensal.

Pesquise e conheça os imóveis pessoalmente
Quando encontrar opções que atendam aos itens anteriores, aproveite: a chance pode ser única. Visite o imóvel e verifique se está tudo em ordem. Peça ajuda ao corretor pra solicitar uma vistoria para não haver futuros desentendimentos.

Reúna a documentação
Informe-se com o corretor sobre todos os documentos necessários para finalizar a negociação. Em suma, serão necessários holerites, carteira profissional e documentos básicos como RG e CPF. Depois de tudo finalizado, basta aproveitar o novo lar!

Dicas para renovar a decoração e gastar pouco

Quem disse que uma casa linda e bem decorada precisa custar caro? É claro que não! Com vontade e criatividade, é possível ter um lar confortável, funcional e muito bem decorado sem gastar uma fortuna.

Decorar não significa trocar exatamente tudo em um cômodo. Dá pra ter uma casa ou ambiente novo utilizando as mesmas peças de antes. O importante é alterar alguns detalhes e, quem sabe, trocar os móveis de lugar. Ficar atento às cores das paredes, revestimento dos móveis e posição dos objetos é tão importante quanto comprar vários novos acessórios para a casa.

A melhor maneira de renovar a decoração e gastar pouco é garimpando e dando sentido a objetos que, sozinhos, não são muita coisa – mas com aquele toque especial podem se tornar únicos. Caixas de feira, por exemplo, podem ser estantes ou mesas laterais. Aquele quadro antigo pode ser renovado com um tecido estampado costurado à sua moldura. E a mesa de centro ou as cadeiras da mesa de jantar? Mude de cor já!

Aproveite para conhecer um pouco mais algumas feiras de rua. À primeira vista, pode ser que você se espante e ache que só vai encontrar “bugiganga”, mas basta treinar um pouco o olhar e muita coisa bacana aparece. O melhor de tudo? Dá pra negociar o preço e gastar muito pouco para redecorar a casa. Boas compras!

Nova York: a cidade que nunca dorme

Mesmo depois do cair da noite, Nova York mantém a sua vida como se o dia ainda pairasse no ar. Cercada de arranha-céus, outdoors luminosos e pontes cintilantes, a cidade brilha à luz da noite com turistas de todo o mundo passeando durante a madrugada. Uma coisa é certa: Nova York nunca dorme.

Um dos programas mais agradáveis de se fazer são os chamados CitySights, que são os passeios guiados pelas ruas da cidade. Durante o dia ou à noite, a vista é sempre muito chamativa – e ainda conta com paradas especiais em pontos turísticos como o Empire State Building e a Brooklin Bridge, a ponte mais famosa de Nova York.

A Estátua da Liberdade também é um ponto que não pode deixar de ser visitado. Após um belo passeio pelo New York Water Taxi, conhecido como táxi aquático, a experiência de conhecer o monumento é única. O passeio de barco leva mais ou menos uma hora antes de chegar até a estátua, e pode ser feito por toda a família.

Nova York recebe turistas de todos os tipos, e não somente aqueles que procuram por badalação. Mesmo sendo agitada, a cidade possui pontos especiais para quem quer fazer caminhadas agradáveis e estar em contato com a natureza, como o Central Park. Considerada a capital do mundo, a cidade estará sempre acordada esperando por sua visita. Faça as malas e boa viagem!

Seguro de vida e acidentes pessoais: por que fazer?

Construir ou fazer parte de uma família não é algo fácil. É preciso companheirismo, compreensão, e acima de tudo, cuidado. Na correria do dia a dia, nos importamos muito com o âmbito profissional, com um bom local para nossa família morar e até mesmo com o seguro-saúde. Mas e o seguro de vida e acidentes pessoais: qual a importância dele?

Durante a nossa vida, eventos súbitos acontecem, e dependendo da gravidade podem mudar o rumo das coisas. Infelizmente, alguns destes eventos deixam marcas para sempre e impossibilitam que a rotina da família continue a mesma. É preciso estar preparado para evitar maiores dores de cabeça nestes momentos, e esta é a principal função do seguro de vida e acidentes pessoais.

Cada membro da família tem uma necessidade específica e personalizada. A contratação do seguro deve ser feita junto a uma empresa especializada, que possa lhe ajudar a escolher a opção que mais se encaixa às suas necessidades. É importante levar em consideração alguns fatores como idade, profissão, rotina, cônjuges e dependentes de cada uma das pessoas beneficiadas.

Com o seguro de vida e acidentes pessoais, você e sua família estarão amparados nos momentos mais complicados. Entre em contato e faça uma cotação gratuita!

Entenda a autovistoria em condomínios

Devido aos últimos casos de desabamentos e incêndios em edifícios no Rio de Janeiro, as autoridades públicas publicaram, no Diário Oficial, a lei 6.400, que obriga condomínios a realizarem autovistorias periódicas. É preciso estar atento às normas, já que a lei foi regulamentada pela Lei Municipal Complementar nº 126, de 26/03/2013.

Imóveis com até 25 anos, contados a partir do habite-se, precisarão passar por inspeções a cada dez anos. Já os edifícios mais antigos deverão ser vistoriados a cada cinco anos. Esta lei é válida para edifícios com três ou mais pavimentos ou que tiverem área construída igual ou superior a mil metros quadrados. Além disso, também vale para prédios públicos, ficando de fora, somente, imóveis tombados, que são de responsabilidade do município.

Cada edifício deverá avaliar, no período descrito acima, as condições estruturais de manutenção predial, a fim de evitar eventuais acidentes e suas consequências contra o patrimônio comum e outras pessoas. O laudo da autovistoria deverá ser assinado por um profissional registrado no Conselho Regional de Engenharia ou no Conselho Regional de Arquitetura. Vale lembrar que, além do laudo, o síndico deverá convocar uma assembleia geral para comunicar o resultado aos condôminos.

Fique atento a todos os procedimentos legais para manter a segurança em seu condomínio. Se precisar, entre em contato e tire suas dúvidas conosco.